Isepol - Instituto Sephora de Ensino e Pesquisa de Orientação Lacaniana

Laboratório de ensino

O Laboratório de Ensino tem por objetivo vincular os alunos do programa de iniciação científica da graduação à pós-graduação, através da construção conjunta de material didático acerca dos fundamentos da teoria psicanalítica de Freud e Lacan e, em seguida, disponibilizá-lo na rede para suporte de cursos, aulas ou orientações acadêmicas. O grupo de pesquisa coordenado pela Profa. Tania Coelho dos Santos visa contribuir para esclarecer as relações entre psicologia e psicanálise, demonstrando as conseqüências epistemológicas e clínicas do axioma do psicanalista Jacques Lacan: o sujeito sobre o qual a psicanálise opera é o sujeito da ciência (Escritos, 1966). Há dez anos atrás foi estabelecida uma introdução à leitura de Freud de molde a ressaltar as ferramentas da investigação científica em psicanálise e a particularidade do seu objeto: a divisão do sujeito entre a ciência e o inconsciente. Intitulado, “Para ler Freud com Lacan”, este laboratório visava distinguir o pensamento de cada um, habilitando os estudantes a compreenderem a importância do retorno à Freud de Jacques Lacan, sem confundi-los. Depois de 2001, graças à orientação lacaniana de Jacques Alain Miller, assumimos que é preciso distinguir os diferentes momentos da teorização de Lacan. Surgiu assim o Laboratório, "Para ler Lacan com Miller”. Um grande avanço nesta direção é a retomada crítica que fazemos hoje da obra inaugural de Lacan à luz de seu último ensino. O Laboratório de Ensino: retorno a Freud e Lacan (FAPERJ/2011) é um projeto que vem atualizar a proposta de ensino do Laboratório. Nosso objetivo é dar continuidade à primeira experiência Para ler Freud com Lacan (FAPERJ/2000) disponibilizadas atualmente como DISCIPLINAS INTRODUTÓRIAS, acrescida do programa Para ler Lacan com Miller (NUCLEO SEPHORA/2004), disponibilizada como DISCIPLINAS AVANÇADAS. O projeto de reconstrução do site do Nucleo Sephora vem agregar as contribuições do ISEPOL (www.isepol.com), onde se desdobram as consequências da formação acadêmica de nossos mestres e doutores. Entendemos que é na formação desses profissionais e pesquisadores que encontramos interlocução para o que aqui se apresenta como transmissão dos fundamentos teóricos.

Tania Coelho dos Santos

Laboratório de Ensino e pesquisa

Disciplnas Introdutórias

PARA LER FREUD COM LACAN


O Laboratório de ensino é um embrião de um Projeto de Integração entre a Pós-graduação e a graduação que visa uma renovação profunda das nossas estratégias de ensino. Nosso programa deverá desenvolver o ensino à distância criando disciplinas virtuais. Isso será feito, principalmente, através da integração de nossos pós-graduandos ao cotidiano da sala de aula, incentivando-os a criarem um material de ensino permanentemente renovável, servindo-se para essa tarefa da produção das pesquisas registradas em dissertações de Mestrado, teses de Doutorado e publicações mais recentes nas revistas científicas de melhor qualidade.
Queremos desafiar o nosso pós-graduando a traduzir o conhecimento altamente especializado numa linguagem acessível àqueles que participam de programas de Iniciação Científica, desenvolvem suas monografias de fim de curso ou estão matriculados em disciplinas obrigatórias e eletivas. Queremos renovar continuamente (e não ocasionalmente) a qualidade dos nossos graduandos, preparando-os para o exercício refletido e produtor de conhecimentos de sua escolha profissional.
E, finalmente, vamos estimular a integração entre pós-graduação e as atividades de extensão, estágio e aperfeiçoamento técnico para que o nosso pesquisador se esforce em articular o conhecimento téorico com a renovação das práticas e os técnicos aprofundem os fundamentos de suas práticas e as renovem pelo exercício contínuo da atividade de pesquisa.

Núcleo Sephora de Pesquisa

Disciplinas Avançadas

PARA LER LACAN COM MILLER


Junto com Jacques-Allain Miller, consideramos o primeiro ensino de Lacan como sendo um movimento de interpretar, traduzir, ordenar e dar intelegibilidade conceitual à obra de Freud. Tivemos como proposta no primeiro Laboratório de Ensino, "Para Ler Freud com Lacan", permitir a abordagem dos principais pontos deste ensino, tanto no que se refere à Freud como também o que da análise de sua obra pôde emergir como conceitualização própria de Lacan, sempre em sua referência à Freud.
No entanto, de um ensino contínuo de Lacan, que foi sua obra, é possível pensar algo que dele se destaca e se anuncia com a promessa de uma boa nova, o último ensino. A tarefa de construção e justificação deste corte - que coloca os últimos trabalhos de Lacan sob a perspectiva de uma teoria diferenciada do seu conjunto - vem sendo apresentada por Jacques-Allain Miller em seus últimos textos. Neste segundo Laboratório de Ensino "Para ler Lacan com Miller" oferecemos textos que se prestam ao esclarecimento e transmissão destas reflexões.
O que se segue são, principalmente, as aulas transcritas do curso para a Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica da Profa. Tania Coelho dos Santos. Esses textos têm como objetivo apresentar uma leitura crítica da proposta de ensino de Jacques-Allain Miller em sua tentativa de circunscrever um último ensino de Lacan.
Em nossa prática clínica, em relação às subjetividades contemporâneas e seus sintomas manifestos, o último ensino de Lacan nos induz a não classificarmos mais o sujeito como sujeitado à anterioridade do simbólico, do pensamento, do conceito. Não o classificamos a partir da resposta afirmativa ou foraclusiva à metáfora paterna. Tomamos o ser falante como idêntico ao seu sintoma e essa é a base de uma clínica da foraclusão generalizada. Essa formulação de J.A. Miller convida a por em jogo, numa análise, uma inversão de perspectiva quanto às relações entre o significante e o corpo. Se o primeiro Lacan ensinou a acentuar a função do simbólico na produção de um sujeito como gozo mortificado pelo significante, seu último ensino nos convida a tomar o significante como defesa contra a invasão do gozo, enfatizando sua potência vivificadora do corpo.