O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

     

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player



O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player



Curta o Isepol no Facebook

 

     
 

VI SIMPÓSIO
Do Instituto Sephora de Ensino e Pesquisa de Orientação Lacaniana

30 de setembro e 1º de outrubro de 2016 

 
   
 

 
  A revista do Núcleo Sephora de Pesquisa sobre o moderno e o contemporâneo/UFRJ

 
Este número de aSEPHallus reúne artigos sobre o traumatismo do real e as diferentes defesas psíquicas – sintomas, fantasias, discursos e laços sociais - ressaltando a releitura lacaniana deste eixo central à obra e à clínica freudiana.  A perspectiva lacaniana do real sem lei – isto é, a pulsão de morte – orienta a reflexão sobre as estratégias do analista para barrá-lo quando em nossa época já  não contamos tão certamente com a função do Nome-do-Pai na ordem simbólica. O campo do conceito de defesa e das modalidades defensivas é apresentado sob as diferentes perspectivas: do lugar do analista talvez como uma defesa e não apenas um traumatismo, do discurso histérico como defesa, da repetição ou do Fort-da e até da religião como defesas. (leia mais)


     
   
     
     
 
O que é SEPHORA? É o nome da mulher de Moisés, um significante sonoro que extraí de uma passagem poética do seminário 10 de Lacan sobre o Êxodo. Não tem sentido, aponta o Real da pulsão, uma estrutura que se funda no corte, que é esta vontade de recomeço com novos custos. Constituí o Núcleo Sephora de Pesquisa sobre o Moderno e o Contemporâneo em 1999, dez anos depois que entrei no Programa de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica. Em 2003, o Núcleo tornou-se uma Associação Civil sem fins lucrativos e, em 2010, finalmente, surgiu o Instituto Sephora de Ensino e Pesquisa de Orientação Lacaniana. São 22 anos de pesquisa na pós-graduação com financiamento da FAPERJ, do CNPq e da Capes. Deste percurso resultou um grupo coeso que se dedica ao ensino, à transmissão, à pesquisa e à clínica psicanalítica. O significante SEPHORA talvez seja apenas um sinthoma cujo destino é repetir o mesmo êxodo que levou Moisés rumo à terra prometida.
 
  Tania Coelho dos Santos  
 

 

 

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player